Desanimado, eu? E agora?

Todos temos promessas que um dia recebemos de Deus. Todos temos sonhos em Deus. Ah, mas como é fácil desanimar, não é? Sim, somos humanos. O tempo passa. A promessa não chega. O sonho não se realiza. Tudo parece levar pro lado contrário.  Parece que nada acontece. A impressão é que a neve nunca vai ir embora e as flores nunca mais irão voltar. Sim, todos passamos por isso…


É nessa hora que podemos avaliar a si mesmos. Vemos que somos pó e o quão dependentes de Deus somos. É o tempo de buscar mais de Deus. É o tempo de caminhar mais pra perto de Jesus. Apesar do vento. Apesar das ondas. Deveria ser. Então, porque que não fazemos isso?

Abrimos espaço para algo tão comum, mas tão difícil de lidar sozinhos: DESÂNIMO.

Ficamos questionando Deus. Perdemos o prazer de buscar a Sua presença ou de ler Sua palavra. Simplesmente porque deixamos de olhar pra Jesus.

“Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar. Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: “É um fantasma!” E gritaram de medo. Mas Jesus imediatamente lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenham medo!”. “Senhor” disse Pedro, “se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas”. “Venha”, respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre as águas e foi na direção de Jesus. Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!” Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: “Homem de pequena fé, porque você duvidou?” Mateus 14:25-31

Pedro tinha confiança em Jesus. Por isso saiu do barco. Mas ele começou a afundar quando olhou para as circunstâncias. Sim, Pedro sabia quem Jesus era. Não faltava conhecimento da identidade do filho de Deus. Ele caminhava com Jesus. Ele via os milagres de Jesus. Mas Pedro tirou os olhos de Jesus. Seu foco estava no vento e nas ondas, nos problemas, nas circunstâncias e não em Jesus e no que Jesus podia fazer.

E sabe o que é pior? O desânimo é como uma raiz, que quanto mais cresce dentro de nós, mais sementes de incredulidade planta em nosso coração. O desânimo tira a fertilidade do nosso coração.  Constrói muros no nosso relacionamento com Deus. O desânimo está diretamente ligado ao nosso nível de fé. Mais fé, menos desânimo. Mais desânimo, menos fé.

É como um proprietário de muitas casas. Ele reconhece que não consegue administrar tudo sozinho. E leva para uma imobiliária administrar seus bens e a locação. Pessoas capacitadas irão cuidar de todos os imóveis.  O mínimo de problemas com inquilinos chegarão até ele. A preocupação será receber seu dinheiro todo mês. E em sua conta. Nem precisará se deslocar. Mas por algum motivo ele já não pensa ser o melhor. Ele acha o preço muito caro. E aos poucos vai retirando suas casas da imobiliária, porque acha que consegue resolver sozinho. Decide agir com suas mãos. E, é isso que fazemos com Deus muitas vezes. O peso da cruz ficou pesado demais. Queremos agir por nós mesmos. Tomar das mãos de Deus o que já entregamos… Ou porque achamos que fulano é mais abençoado e Deus não tem olhado pra nós. Ou porque o tempo de Deus não é o nosso tempo… Ou qualquer outro motivo… E tudo começou com uma sementinha de desânimo que encontrou solo fértil em nós.

Onde temos colocado nossos olhos nesses dias? Em Deus ou nos noticiários repletos de más notícias? Onde está nosso foco nesses dias? Em Jesus ou no que vemos ao nosso redor? Jesus veio para nos trazer boas novas. Sim, as boas notícias são animadoras.

Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus. Hebreus 12:1-2

Que sementes você tem plantado no solo do seu coração?




Com carinho,

Gi.

Deus nos abençõe!

Anúncios

Um pensamento sobre “Desanimado, eu? E agora?

  1. Texto perfeito Gi…Temos que espantar o desânimo das nossas vidas, porque através dele entram apenas palavras de derrota na nossa mente e nosso coração…O segredo é buscar ao Senhor, se aproximar de Jesus, viver pela fé e não abrir espaço para o desânimo. ;DBeijãoo amiga!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s